Centro Renal de Tratamento Integrado

Alvorada Moema inaugura em março seu Centro Renal de Tratamento Integrado

A nova unidade replica o bem-sucedido modelo de cuidado de pacientes com doença renal crônica já existente no Samaritano Higienópolis. Ainda este ano, centro semelhante deverá ser implantado no Americas Medical City.

Uma estrutura ambulatorial exclusivamente focada no cuidado de pacientes com doença renal crônica a partir do estádio III, com todos os serviços disponíveis em um mesmo lugar e acompanhamento multidisciplinar contínuo, visando retardar a progressão da doença e assegurar melhor qualidade de vida. Esse é o modelo de assistência do Centro Renal de Tratamento Integrado (CRTI) que será inaugurado em março no Hospital Alvorada Moema. É a segunda unidade do tipo criada pelo Sistema de Excelência Nefrologia e Transplantes. O primeiro CRTI foi implantado em 2008 no Samaritano Higienópolis. Ambos têm parceria com a Fresenius Medical Care para os serviços de hemodiálise.

A equipe que atenderá no Alvorada Moema é a mesma do Samaritano, um time especializado e experiente, composto por nefrologista, nefropediatra, urologista adulto e pediátrico, cirurgião vascular, psicólogo, assistente social, farmacêutico, nutricionista e enfermeiro. O CRTI recebe pacientes adultos e pediátricos.

A abordagem integrada se estende ao longo de todo o processo, incluindo eventual transplante e acompanhamento pós-transplante. “A assistência integrada tem o objetivo de retardar ao máximo o avanço da doença, além de permitir que o paciente seja acompanhado pela mesma equipe em todo o ciclo de cuidado – do atendimento ambulatorial e diálise até o transplante –, o que é um diferencial importante”, afirma o Dr. Marcelo Sartori, diretor do Alvorada Moema.

Alocado nas dependências do hospital, mas separado dos demais atendimentos, o CRTI do Alvorada Moema contará com 36 pontos de diálise (32 adultos e 4 pediátricos). A capacidade máxima de atendimentos nessa unidade é de 216 pacientes.

“O CRTI é mais um degrau na medicina de alta complexidade praticada em nosso hospital, com humanização e de forma personalizada”, destaca o Dr. Marcelo.

Esse inovador modelo de cuidado de pacientes renais se insere na estratégia do Sistema de Excelência Nefrologia e Transplantes de fomentar a eficiência qualidade e segurança da assistência, com a incorporação de processos e práticas baseados em evidências científicas, e de maneira articulada com as atividades de ensino e pesquisa, alimentando assim um ciclo virtuoso de contínua evolução.

Americas Medical City

Até o fim de 2022, o CRTI deverá chegar ao Rio de Janeiro com a instalação de um Centro Renal de Tratamento Integrado no Americas Medical City, para atender pacientes dos hospitais Samaritano Barra e Vitória Barra.

O Americas Medical City tornou-se um Centro de Referência de Transplantes em 2020, autorizado a realizar transplantes renais (adulto e pediátrico), de fígado e de medula óssea (alogênico e autólogo). “Incluir os transplantes em nossos serviços comprova que temos processos bem definidos e cumprimos normas rígidas. Além da completa estrutura hospitalar, contamos com equipes especializadas para cada modalidade de transplante”, afirma o Dr. Max Leventhal, diretor executivo do Americas Medical City.

Entre outros diferenciais, ele cita a área dedicada aos pacientes submetidos a transplante de medula óssea, isolada das demais dependências e com sistema de filtros de ar para evitar infecções dos transplantados; e a realização de transplante renal pediátrico, procedimento disponível em poucos hospitais, que exige profissionais com ampla expertise.

Após o período crítico da pandemia, quando diminuiu o volume de transplantes realizados em todo o país, o Americas Medical City viu a demanda crescer no segundo semestre do ano passado. A meta para 2022 é dobrar o número de transplantes em relação ao registrado em 2021.

 

INS_noticia-intena_profile-writer.jpg

O mais moderno Grupo Médico-hospitalar do país

Acontece Americas

Conteúdos relacionados