Alvorada Moema

Alvorada Moema se prepara para ser ainda maior e melhor

Lançamento de novos serviços, investimento em tecnologias e melhorias que beneficiam os médicos fazem parte da estratégia de crescimento do hospital.

Instalado em uma das regiões mais vibrantes da cidade de São Paulo, o Hospital Alvorada Moema está empenhado em continuar crescendo para melhor atender a população paulistana. Nessa jornada, pretende entregar até o final do ano uma série de novidades, como a inauguração do novo serviço de nefrologia, a instalação de um novo equipamento de ressonância magnética, a ampliação do espaço de conforto médico e facilidades no processo de agendamento cirúrgico.

“O Alvorada Moema está em franco crescimento, consolidando resultados assistenciais de excelência. É isso que nos motiva a investir ainda mais na melhoria das nossas estruturas e processos”, diz o Dr. Marcelo Sartori, diretor-executivo do hospital, que está especialmente atento ao vertiginoso crescimento do bairro. Somente os novos empreendimentos imobiliários na região somam 15. “Estamos acompanhando esse momento do entorno do Alvorada e da cidade de São Paulo como um todo. Ou seja, estamos crescendo para estarmos cada vez mais preparados para atender a população local”, afirma ele. 

Confira, a seguir, as novidades do Alvorada Moema.

Unidade de nefrologia

Será inaugurado ainda este ano um Centro de Nefrologia, onde serão realizadas sessões de hemodiálise para pacientes externos, inclusive com atendimento pediátrico, um importante diferencial em relação a outros serviços disponíveis na cidade. Atualmente, as hemodiálises no Alvorada estão disponíveis apenas para pacientes internados com quadro de doença renal aguda ou crônica agudizada.

Essa novidade está vinculada ao projeto de estruturação nos hospitais da UHG Brasil de uma linha integrada de cuidado para atender pacientes com a doença renal crônica ou aguda. As unidades hospitalares da rede passarão a oferecer tratamentos de qualidade em todos os estágios da doença – da prevenção e controle da evolução dos quadros até os casos em estádios mais graves que precisam de hemodiálise e de um transplante renal.

A unidade nefrológica do Alvorada contará com 36 pontos de hemodiálise simultâneos. “Também já estamos buscando a habilitação da nossa unidade para a realização de transplantes renais”, detalha o Dr. Marcelo. 

Novo aparelho de ressonância magnética

A Unidade de Diagnóstico vai ganhar mais um aparelho de ressonância magnética de 1,5 tesla, capacitado a fazer todos os tipos de exames, inclusive os funcionais. Baseado em uma moderna tecnologia que prescinde do uso do gás hélio e permitindo uma estrutura de instalação mais simples, o novo equipamento contribuirá para aumentar o número de exames da instituição e diminuir o tempo de espera de agendamento. As obras de preparação do espaço onde o aparelho será instalado já estão em andamento. Até maio ele já deverá estar em operação.   

Conforto médico reforçado

A reforma do Centro Cirúrgico que está em curso envolve a ampliação dos vestiários masculino e feminino do corpo clínico e do Espaço Médico, área reservada para o descanso, conforto e interação entre os profissionais.

Os vestiários ficarão no andar de cima do Centro Cirúrgico, sendo que as duas estruturas serão interligadas por escadas exclusivas. Com um projeto arquitetônico moderno e funcional, os novos vestiários preveem mais conforto e espaço comparados às antigas instalações. Os vestiários masculino e feminino antigos tinham 15,95 m2 e 15,57 m2, respectivamente. Passarão a contar com 93 m2 e 50 m2.

O Espaço Médico, que está atualmente no 2º andar da unidade hospitalar, será realocado para ficar próximo dos novos vestiários que estão sendo instalados no 4º andar. “Será um novo Espaço Médico, muito maior comparado ao que temos hoje, com um lounge equipado com sofás, cadeiras e aparelho de televisão, uma área específica para o café e um ambiente para as refeições servidas pelo hospital”, conta o Dr. Marcelo. O novo Espaço Médico ocupará uma área de 142,85 m2.

Agendamento cirúrgico digital

Em linha com a tendência de digitalização da medicina, está sendo pilotado um projeto que leva o processo de agendamento cirúrgico para dentro de um aplicativo. Por meio dele, a partir de qualquer dispositivo conectado à internet, os médicos poderão fazer agendamentos, informar sobre órteses, próteses e materiais especiais (OPMEs) necessários, acompanhar o status dos pedidos e obter informações sobre autorizações. “Os ganhos serão percebidos em termos de agilidade, conforto e transparência do processo”, avalia o Dr. Marcelo, lembrando que inconformidades que antes travavam o agendamento são automaticamente filtradas pelo sistema e informadas para os médicos para que possam corrigi-las prontamente.

A tecnologia também integrará e otimizará processos administrativos internos. Uma vez inseridos no sistema os OPMEs necessários, por exemplo, a solicitação é encaminhada diretamente para o setor de cotação, prescindindo dos e-mails avulsos que precisam ser encaminhados pelos médicos.

“Com essa tecnologia, também vamos enxergar melhor o nosso processo de agendamento”, diz o Dr. Marcelo.

A nova plataforma está sendo desenvolvida em parceria com a FIN-X. Atualmente, mais de 50% dos agendamentos já ocorre por meio dela. “Começamos com alguns grupos de médicos e agora estamos expandindo essa tecnologia para todo o corpo clínico”, informa o Dr. Marcelo.

INS_noticia-intena_profile-writer.jpg
Americas Serviços Médicos

O mais moderno Grupo Médico-hospitalar do país

Acontece Americas

Conteúdos relacionados