logo-newsletter

Linhas de Cuidados Especializados

A solução da Rede Americas para garantir cuidados com excelência para os pacientes com doenças graves

Rede Americas busca expandir seu atendimento e permitir acesso de qualidade em alta complexidade aos usuários do sistema de saúde

Cuidar de pacientes com doenças graves ou em condições nas quais o tempo é fundamental para não gerar sequelas ao paciente não é algo trivial. Garantir desfechos clínicos de sucesso e uma boa experiência para esse paciente demanda um time multidisciplinar coordenado, com competência e know-how especializado, um ambiente seguro e alta tecnologia.

Esse é o objetivo das linhas de excelência em cuidados da Rede Americas, que possui um sistema integrado de 16 hospitais, 41 clínicas e unidades avançadas de diagnóstico e tratamento presente nas regiões Sudeste, Centro-Oeste e Nordeste do país, acolhendo mais de 57 mil pacientes por dia, em 2021.

"O time Americas está comprometido em criar valor baseado em qualidade, ou seja, resgatar a essência da medicina assistencialista. Estamos focados em salvar vidas e otimizar a qualidade de vida daqueles que nos procuram. Esse é o nosso modelo de negócio e nosso compromisso com a sociedade. Investimos não somente em talentos e alta tecnologia, mas em ambientes seguros e qualidade integrada, para que nossos pacientes sejam atendidos com excelência em todas as nossas unidades pelo Brasil”, destaca Marco Costa, CEO do Americas.

O Americas estabeleceu e ampliou os “sistemas de excelência” em Oncologia, Cardiologia, Neurologia, Ortopedia, Nefrologia, Transplantes, Materno-Fetal-Infantil e Gastroenterologia. Ampliou também os serviços de Medicina Diagnóstica, Terapêutica e Ambulatorial, possibilitando a eficiência clínica para um tratamento integrado, completo e de alta complexidade. Indicadores de qualidade e NPS são monitorados em todo o sistema nacional, com transparência para guiar ações, investimentos e assim entregar os melhores resultados clínicos e, também, mais conforto e bem-estar aos pacientes.

“Somos o mais completo sistema integrado de serviços de saúde de alta complexidade. Estamos focados em atrair os melhores profissionais médicos e estabelecer parcerias comerciais transparentes, focadas em oferecer a melhor qualidade médica e experiência para nossos clientes e parceiros de forma eficiente e custo-efetiva.”, enfatiza Paulo Ishibashi, diretor-executivo de negócios do Americas.

Com investimentos e esforços diários em busca da excelência, os resultados da Rede Americas são consistentes, fator que gera reconhecimento das linhas de cuidados como polos de excelência. Listamos aqui alguns exemplos:

A área de Cardiologia dos hospitais Samaritano Paulista e Pró-Cardíaco é reconhecida pelos critérios de excelência do American College of Cardiology e American Heart Association, com taxas de 99% a 100% de sucesso em angioplastias e revascularização do miocárdio. Os hospitais também foram reconhecidos pelo ranking Newsweek* entre os melhores hospitais gerais e especializados do mundo. Além disso, 100% dos pacientes com infarto agudo do miocárdio recebem tratamento em menos de 90 minutos após sua chegada.

Na Ortopedia, mais de 76% dos pacientes tratados no Hospital Alvorada Moema conseguem caminhar imediatamente após artroplastia de joelho e quadril, e obtém alta em menos de três dias. Esses índices que refletem sucesso cirúrgico e retorno à vida normal estão entre os melhores do mundo.

Na Terapia Intensiva, o índice de mortalidade de pacientes críticos do Americas é de 7,64%, comparado a uma média de 11,66% para os hospitais privados do Brasil, de acordo com o banco de dados EPIMED.

Já na Oncologia, todas as unidades Americas possuem a certificação de qualidade ASCO – Sociedade Americana de Oncologia Clínica que contemplam diversos aspectos, desde ambiente seguro e planejamento do tratamento até monitoramento após a quimioterapia, apresentando taxas de extravasamento baixíssimas (0,009%).

Na linha de cuidado em Neurologia, o Americas se posiciona como o maior sistema de telestroke da América Latina, com 5 hubs especializados conectando 28 unidades hospitalares e atendendo mais de 200 casos por mês, garantindo maior eficiência clínica e diminuindo consideravelmente, por exemplo, o tempo médio entre chegada e tratamento de AVC isquêmico.

Em 2021, o Americas realizou mais de 320 transplantes em diversas modalidades. O Programa de Transplante Renal Pediátrico foi o primeiro especializado em transplante renal certificado pela JCI no Brasil. O Hospital Samaritano Higienópolis alcançou uma taxa de sobrevida de 100% dos pacientes que passaram por Transplante de Medula Óssea Autólogo, comparado aos dados da Associação Brasileira de Transplantes de Órgãos – ABTO de 86% para essa modalidade em 2020.

Sala de cirurgia robótica do Hospital Samaritano Higienópolis

A alta complexidade exige a aplicação disciplinada de protocolos e normas recomendados por instituições regulamentadoras e guidelines de sociedades médicas. Dessa forma, a Medicina Diagnóstica e Terapêutica conta com duas centrais de laudos, em São Paulo e no Rio de Janeiro, com uma estrutura totalmente dedicada aos hospitais Americas e médicos de diferentes subespecialidades, o que garante precisão nos diagnósticos. Profissionais especializados realizam mais de 50 mil tomografias e ressonâncias por mês, com indicadores de qualidade e acurácia comparáveis aos melhores hospitais do mundo.

“As unidades do Americas atuam com o chamado ‘laudo integrado’. Profissionais da área de radiologia, ressonância, medicina nuclear e ecocardiografia analisam os resultados de forma conjunta, garantindo ao médico assistente a conduta mais adequada de forma tempo-servível.”, enfatiza Conrado Cavalcanti, diretor do Medicina Diagnóstica, Terapêutica e Ambulatorial do Americas.

Os sistemas de excelência Americas também servem como um hub acadêmico de treinamento, ensino e pesquisa científica aplicada para estarmos na vanguarda dos tratamentos mais avançados e modernos do mundo. O Instituto Americas foi criado para promover a excelência, alinhada as mais recentes tecnologias e endereçada ao desenvolvimento global da área da saúde. O Americas acredita no papel de instituições privadas para o avanço da pesquisa clínica no Brasil, e vem se firmando como uma liderança de produção de artigos científicos dentre os hospitais privados no Brasil.

Vale ressaltar que todas as linhas de cuidado estão amparadas em um amplo programa de qualidade e segurança do paciente, que monitora mais de 50 indicadores. Os hospitais Americas possuem certificação da Joint Commission International (JCI), Stroke Distinction, American College of Cardiology, American Society of Oncology, American Heart Association, Organização Nacional de Acreditação – ONA II e III, entre outras.

“Dessa forma, servindo a todos os principais planos de saúde nacionais e internacionais, o Americas entrega o compromisso em ajudar as pessoas a viverem de forma mais saudável e contribuir para que o sistema de saúde funcione melhor para todos”, conclui Fernando Colombari, diretor médico executivo do Americas.

Um dos compromissos da Rede Americas é expandir seu atendimento e, assim, permitir acesso de qualidade em alta complexidade aos usuários do sistema de saúde. Por essa razão, as instituições que formam a marca encontram-se presentes em diversos estados e regiões do país. Sendo elas:

São Paulo: Hospital Samaritano Higienópolis, Hospital Samaritano Paulista, Hospital Alvorada Moema, Hospital e Maternidade Metropolitano, Hospital Vitória Anália Franco, Hospital e Maternidade Madre Theodora, Instituto Radium, Hospital Paulistano, Hospital de Clínicas Caieiras, Clínicas Oftalmológicas Lotten Eyes e Eye Clinic.

Rio de Janeiro: Hospital Samaritano Botafogo, Hospital Samaritano Barra da Tijuca, Hospital Pró-Cardíaco, Hospital Vitória Barra da Tijuca, Hospital e Maternidade Santa Lúcia e Clínicas Oncologia Americas.

Distrito Federal: Hospital Alvorada Brasília.

Ceará: Hospital Monte Klinikum, em Fortaleza.

Pernambuco: Hospital Santa Joana Recife

Rio Grande do Norte: Hospital Geral Promater, em Natal.

Todos esses diferenciais proporcionados pela Rede Americas se traduzem em números.