Aneurisma Cerebral

Monte Klinikum: pioneirismo no tratamento do aneurisma cerebral

Nova tecnologia permite o tratamento por procedimento minimamente invasivo até de casos que antes exigiam cirurgia.

O Hospital Monte Klinikum trouxe para o Brasil uma nova tecnologia para tratamento minimamente invasivo de aneurisma cerebral. Mais eficiente, segura e com menor tempo de hospitalização, ela pode ser adotada até em casos que anteriormente exigiram cirurgia. O Prof. Dr. Ricardo Hannel, diretor médico do Baptist Stroke & Cerebrovascular Center (EUA) esteve no país para apresentar à equipe de Neurointervenção do hospital a inovação que ajudou a desenvolver. O primeiro procedimento foi realizado em maio, tornando o Monte Klinikum um dos três hospitais de referência e multiplicadores da tecnologia no país.

Atualmente, por exemplo, quando a base do aneurisma é alargada, a correção é feita por meio da colocação de um stent diversor de fluxo no aneurisma para desviar o fluxo sanguíneo, impedindo que ele rompa em algum momento futuro. “No entanto, dependendo da acessibilidade e do tamanho do aneurisma, esse recurso não pode ser adotado em todos os casos. Com seus diferenciais, a nova tecnologia permite tratar estes e outros casos que antes precisavam de cirurgia cerebral”, afirma o Dr. Francisco José Mont’Alverne, da equipe de Neurointervenção do Monte Klinikum, responsável pelo processo de implantação.
 
Com material e estrutura aprimorados, o novo stent é mais flexível, facilitando a navegação e permitindo alcançar áreas anteriormente menos acessíveis. Além disso, ele tem maior precisão na abertura para tratar lesões de forma mais previsível, mesmo em aneurismas mais complexos. “Essa moderna tecnologia amplia as possibilidades de indicação de tratamento do aneurisma por procedimento minimamente invasivo”, aponta o Dr. Mont’Alverne.

“Essa inovação traz importantes ganhos em termos de eficiência, efetividade e segurança”, destaca o Dr. João José Carvalho, coordenador da Neurologia do Monte Klinikum e coordenador do Sistema de Excelência (SoE) Neurologia Americas para a região Nordeste e Distrito Federal. “O procedimento é realizado em menos tempo e com menos risco de complicações, reduzindo o período de internação geralmente a 24 horas. Tudo isso tem reflexos positivos nos desfechos e no custo-efetividade do tratamento”, completa.
 
Modernização das instalações
Enquanto inova em procedimentos, o Monte Klinikum também renova suas instalações. Segue a todo vapor o retrofit do hospital, com obras que fazem parte do projeto Futuro em Construção, da área de Engenharia do UHG Brasil, focado em atividades de manutenção, melhoria e ampliação da infraestrutura das unidades do grupo.

Na internação do segundo andar, que tem 30 apartamentos, as ações incluíram uma nova pintura de todo o pavimento, troca dos pisos e de suas mantas de cobertura no corredor e em alguns banheiros, renovação da mobília dos quartos e nova iluminação, agora com lâmpadas de LED. “As melhorias agregam valor à operação e ao atendimento, proporcionam um ambiente mais seguro e agradável para pacientes e colaboradores, além de facilitar a mobilidade e a limpeza”, afirma o Dr. João José Aquino, diretor do Monte Klinikum.

Também foram construídos novos consultórios para atendimento ambulatorial de especialidades no primeiro andar. “Ampliamos a capacidade de atender consultas eletivas e ganhamos em segurança de fluxos”, observa o diretor.

Outras novidades foram as melhorias nos vestiários do centro cirúrgico, com troca de pisos, pintura e novos armários; e a ampliação da farmácia que, além da cirurgia, passou a atender também a UTI do andar (quarto piso), proporcionando melhoria na operação dessas importantes áreas da assistência.

Atualmente, está em andamento também o projeto de retrofit da UTI, que inclui troca das cortinas e das mantas dos pisos para locomoção mais segura e facilidade de higienização.

INS_noticia-intena_profile-writer.jpg
Americas Serviços Médicos

O mais moderno Grupo Médico-hospitalar do país

Acontece Americas

Conteúdos relacionados