Outubro Rosa

Outubro Rosa: o que faz a diferença no cuidado das pacientes?

Para o Americas Centro de Oncologia Integrado é uma combinação de recursos humanos e tecnológicos e processos que agilizam o diagnóstico e o tratamento.

No Outubro Rosa, mês em que o mundo todo desenvolve ações para destacar a importância do rastreamento e diagnóstico precoce do câncer de mama, cabe refletir sobre uma questão: como proporcionar às pacientes um atendimento que combine eficiência e acolhimento? Para o Americas, a resposta está em um modelo de centro especializado, que congrega infraestrutura tecnológica, profissionais qualificados e uma abordagem integrada e humanizada.

É esse conjunto de atributos que assegura os diferenciais do Americas Centro de Oncologia Integrado (ACOI), a começar pelas equipes multidisciplinares e multiassistenciais especializadas, incluindo mastologistas, oncologistas, oncogeneticistas, fisioterapeutas, psicológicos e nutricionistas, entre outros. “Em termos de tecnologia, temos todos os equipamentos necessários para diagnóstico e tratamento”, afirma a Dra. Renata Arakelian, oncologista do ACOI.

Agilidade de ponta a ponta

O alinhamento e coesão da equipe conferem agilidade ao processo de diagnóstico, que costuma envolver diferentes especialistas e exames. “A cada etapa realizada, a paciente é encaminhada diretamente para a próxima. Além do ganho de tempo, também poupamos a mulher de ter ela mesma de agendar e tentar conciliar as datas nesse momento delicado”, observa a Dra. Renata.

No ACOI, o tempo para obtenção do diagnóstico é de no máximo uma semana, e o tratamento, inclusive cirúrgico, geralmente começa em torno de 15 dias depois da primeira consulta. “O tempo é muito importante para o melhor prognóstico. Além disso, a celeridade do processo traz conforto emocional para a paciente”, destaca a médica.

Convocação aos médicos

Mesmo com tantos Outubros Rosa, os índices de diagnóstico precoce no Brasil ainda estão longe do desejado. Estima-se que 30% das mulheres com câncer de mama só são diagnosticadas quando o tumor local está em estágio avançado e 10% já com metástase.

Para ajudar a mudar esse cenário, a Dra. Renata conclama todos os médicos, mesmo não sendo ginecologistas, a orientarem suas pacientes para a realização da mamografia anualmente. “Muitas mulheres têm o clínico geral, o endocrinologista, o cardiologista ou outro especialista como seu médico de referência. Por isso é importante que todos questionem se a mulher está em dia com seus preventivos e que eles frisem a necessidade delas procurarem o seu ginecologista ou mastologista para a realização do exame “diz ela. “O auxílio dos colegas é ainda mais relevante neste momento de pandemia, quando muitas mulheres têm deixado de realizar os exames por medo de ir ao hospital”, destaca a médica.

A equipe do ACOI tem dado a sua contribuição para a causa do Outubro Rosa, participando ativamente de divulgações nas mais diversas mídias. Além da produção de conteúdos para os canais de comunicação do grupo, os especialistas do Americas têm sido constantemente convidados por outros veículos para participar de entrevistas e podcasts. “De um lado, isso mostra o reconhecimento externo de nossa expertise; de outro, é um prazer para a nossa equipe contribuir para a conscientização das mulheres e para a disseminação de informações bem embasadas sobre o câncer de mama”, afirma a Dra. Renata.

 

INS_noticia-intena_profile-writer.jpg
Americas Serviços Médicos

O mais moderno Grupo Médico-hospitalar do país