ranking Newsweek

Pró-Cardíaco e Santa Joana Recife renovam selos da JCI

Recertificações e reacreditações atestam os níveis de excelência em qualidade e segurança do paciente nesses dois hospitais do Americas. No pró-Cardíaco, outra novidade é a habilitação para realizar transplante de pulmão.

Referência em alta complexidade, o Hospital Pró-Cardíaco renovou dois selos da Joint Commission International (JCI): a reacreditação do programa do hospital geral e a recertificação do núcleo especializado em insuficiência cardíaca. 

“A conquista reafirma os elevados padrões de qualidade e segurança do nosso hospital. Além disso, vale citar que somos um dos poucos que têm um programa multidisciplinar que cuida do paciente com insuficiência cardíaca durante toda a jornada assistencial validado por uma certificadora internacional”, afirma o Dr. Alexandre Siciliano, diretor médico do Pró-Cardíaco. 

“As auditorias também ofereceram uma oportunidade para colocar em evidência alguns de nossos indicadores, como os de infecção hospitalar, que tendem ao zero, e os baixos índices de reinternação em 30 dias, que mostram que, quando deixam nosso hospital, os pacientes saem com seus problemas resolvidos”, destaca o Dr. Carlos Lobbé, diretor-executivo do Pró-Cardíaco. “Além disso, com a reacreditação e a recertificação, continuamos sendo um dos raros hospitais do mundo com quatro selos internacionais simultâneos”, acrescenta ele.

“Os padrões hospitalares da JCI destinam-se a estimular a melhoria contínua em toda a organização no desempenho diário e nos resultados do atendimento ao paciente”, pontua Robertta Mendonça Macedo Pinheiro, analista em Qualidade. “Seguindo esses padrões, é possível garantir que os eventos adversos sejam minimizados ou zerados por meio de uma sistematização constante da qualidade e melhoria contínua do processo, garantindo a excelência no cuidado e também processos seguros, nos quais o paciente estará sempre em primeiro lugar”, acrescenta.

Segundo os dois diretores do Pró-Cardíaco, as auditorias também ajudam a dar visibilidade a um importante diferencial do hospital: a capacidade de oferecer o tratamento certo, ao paciente certo e do modo mais correto na perspectiva de qualidade e segurança. O crivo da JCI é tão criterioso que engloba até aspectos relacionados à cadeia de medicamentos, verificando a prescrição de fármacos, tempos de administração e controle das reações e alergias às drogas.

Outros pontos fortes do Pró-Cardíaco dizem respeito à experiência dos pacientes e à experiência dos médicos no hospital, colocando-o entre as melhores instituições privadas do Brasil nesses quesitos, além do seu compromisso e eficiência da gestão para o uso racional dos recursos.

No Pró-Cardíaco, outra recente novidade foi o seu reconhecimento pelo Sistema Nacional de Transplantes (SNT), do Ministério da Saúde, como uma instituição habilitada a realizar transplantes de pulmão. No Brasil, até então, apenas oito hospitais tinham autorização para fazer esse tipo de procedimento. O Pró-Cardíaco já realiza transplantes de coração e rins.

“Acreditamos que o primeiro transplante de pulmão ocorra ainda neste primeiro trimestre”, afirma o Dr. Lobbé. “Já temos alguns pacientes em avaliação, passando pelos testes necessários. Uma vez aprovados, poderemos colocá-los oficialmente na lista da Central Estadual de Transplantes à espera de um doador. Quando identificado um pulmão compatível e disponível, o transplante poderá ser feito”, finaliza o Dr. Siciliano.

Santa Joana Recife: terceira reacreditação JCI

As equipes do Santa Joana Recife também estão comemorando a reacreditação da Joint Commission International (JCI), a terceira depois da primeira acreditação em 2012. Trata-se de uma importante conquista de todo o time assistencial e administrativo que se mobilizou para mostrar que o processo de melhoria contínua da unidade hospitalar continua a todo vapor.

“Esse selo é o reconhecimento do compromisso do nosso hospital com a máxima qualidade e segurança dos cuidados que prestamos para os nossos pacientes”, diz o Dr. Alberto Cherpak, diretor executivo do Santa Joana Recife, uma das poucas instituições do Estado de Pernambuco acreditadas pela JCI.

Para os médicos, isso se traduz na certeza de que seus pacientes estão sendo tratados em um ambiente comprometido com a excelência, cujo desempenho vem sendo comparado com os resultados obtidos pelos melhores hospitais do mundo. “Os profissionais sabem que isso impacta positivamente os desfechos clínicos”, afirma Dr. Alberto.

Realizada em janeiro, a auditoria apontou para um aspecto relevante do Santa Joana Recife: o amadurecimento da sua cultura de segurança, processo documentado ao longo de cada ciclo de acreditação e reacreditações. “Esse é o novo ponto de maior destaque, evidenciando o grau de comprometimento das nossas equipes com os temas da qualidade e segurança. Nossos profissionais, que contam sempre com o apoio do Grupo Americas, merecem esse reconhecimento, uma vez que essa nova conquista é reflexo do seu engajamento”, encerra o Dr. Alberto.

INS_noticia-intena_profile-writer.jpg

O mais moderno Grupo Médico-hospitalar do país

Acontece Americas

Conteúdos relacionados