indicadores de qualidade

Qualidade e segurança, com ou sem COVID-19

Indicadores do Americas Serviços Médicos estão entre os melhores do Brasil e do mundo

 

Antes da pandemia, indicadores, acreditações e premiações já colocavam em evidência a qualidade e segurança das unidades do Americas Serviços Médicos. Com a crise da COVID-19, elas foram postas à prova frente a uma doença até então desconhecida pela ciência que exigiu que se reinventassem, criando novos fluxos assistenciais para garantir o atendimento seguro de todos os pacientes – com ou sem o novo coronavírus –, com a mesma excelência que já caracterizava os hospitais da rede.

 

Entre 13 de março, data do primeiro paciente com COVID-19 atendido no Americas, até 18 de agosto, foram 10.179 atendimentos entre casos suspeitos e confirmados. “Nossos resultados são muito bons. Fomos aprendendo como acolher e cuidar bem desses pacientes, principalmente dentro da terapia intensiva”, afirma Virgínia Paraizo, diretora de Práticas Assistenciais.

 

Exemplo das novas estratégias de cuidado são os huddles dos Centros de Terapia Intensiva, que reúnem periodicamente profissionais das unidades do Americas para explorar uma das vantagens de se trabalhar em rede: compartilhar informações e experiências, fortalecendo as expertises. “Logo no início da crise, intensivistas, enfermeiros e farmacêuticos clínicos se reuniam até três vezes por semana para trocar conhecimentos e construir juntos caminhos para a obtenção de resultados cada vez mais favoráveis para os pacientes com COVID-19”, conta Virgínia.

 

O retorno veio na forma dos resultados que foram melhorando ao longo do tempo, mesmo diante de scores de gravidade expressivos. “Ou seja, mesmo recebendo pacientes cada vez mais graves, fomos tendo desfechos cada vez melhores”, diz Virgínia.

 

Desfecho hospitalar – COVID-19

Excelência sempre: indicadores de destaque

Avançando continuamente, os hospitais da rede Americas colecionam indicadores de desempenho que os colocam em patamares de benchmark. Confira alguns números relativos ao primeiro trimestre de 2020.

UTI

  • 7,64% é a taxa de mortalidade dos pacientes críticos das unidades intensivas. O índice geral do Brasil é de 15,63% e dos hospitais privados, 11,96%.

Neurologia

  • Índice de 27% de trombólise em pacientes com AVC agudo, superando os melhores resultados mundiais, que estão em 21%.
  • 23 trombólisese 8 trombectomias realizadas no trimestre.

Cardiologia

Os Hospitais Samaritano - Paulista e Pró-Cardíaco registram resultados comparáveis aos índices de excelência internacional, como os do American College of Cardiology e do American Heart Association:

  • 100% dos pacientes com infarto agudo do miocárdio são atendidos em menos de 90 minutos (tempo entre a chegada e o tratamento)
  • 99% é a taxa de sucesso em revascularização do miocárdio
  • 97,2% é o índice de sucesso nas angioplastias.

Oncologia

  • 91% de taxa de adesão ao protocolo de quimioterapia*.
  • 0,07% é a taxa de extravasamento de quimioterapia em todas as unidades com centro de infusão da rede Americas.

*Números referentes às unidades do Americas Centro de Oncologia Integrado e Hospitais Paulistano, Metropolitano - Lapa, Vitória - Santos, Vitória - Anália Franco, Carlos Chagas e Americas Medicina e Saúde.

 

Ortopedia

O Hospital Alvorada Moema se posiciona entre os benchmarks nacionais nos indicadores relacionados a artroplastias de joelho e quadril:

Procedimento

 

Tempo médio de permanência

Deambulação no pós-operatório imediato

Casos que não utilizam UTI

Artroplastia de joelho

3,2 dias

80%

52%

Artroplastia de quadril

3 dias

78%

34%

 

Acreditações

Joint Commission International (JCI)

• Hospital Samaritano – Higienópolis (SP) • Hospital Samaritano – Paulista (SP) • Hospital Paulistano (SP) • Hospital Vitória – Anália Franco (SP) • Hospital Alvorada Moema (SP) • Americas Centro de Oncologia Integrado (RJ) • Hospital Samaritano – Botafogo (RJ) • Hospital Pró-Cardíaco (RJ) • Hospital Santa Joana Recife (PE)

ONA II - Acreditado Pleno

• Hospital de Clínicas Caieiras (SP) • Hospital e Maternidade Madre Theodora (SP) • Hospital e Maternidade Santa Lúcia (RJ)

ONA III - Acreditado com Excelência

• Hospital Alvorada Brasília (DF) • Hospital Metropolitano (SP)

Programas acreditados pela JCI

Programa de Cuidados Clínicos em Diabetes Melittus

• Hospital Samaritano – Botafogo (RJ) • Hospital Pró-Cardíaco (RJ)

Programa de Cuidado Clínico em Transplante Renal Pediátrico

• Hospital Samaritano – Higienópolis (SP)

Programa de Cuidado Clínico em Insuficiência Cardíaca

• Hospital Samaritano – Paulista (SP) • Hospital Pró-Cardíaco (RJ)

Programa de Cuidado Clínico em Infarto Agudo do Miocárdio

• Hospital Samaritano – Paulista (SP)

Programa de Cuidado Clínico em Cuidados Paliativos

• Hospital Paulistano (SP)

Programa de Cuidado Clínico em Acidente Vascular Cerebral

• Hospital Samaritano - Paulista (SP)

Stroke - Programa Acidente Vascular Cerebral

• Hospital Pró-Cardíaco (RJ)

Reconhecimentos

Três hospitais do Americas Serviços Médicos marcaram presença no ranking da revista Newsweek, que avalia os melhores hospitais do mundo em 21 países. Na lista brasileira, o Hospital Samaritano – Higienópolis atingiu a 17ª posição, seguido pelo Hospital Alvorada – Moema (31ª) e o Hospital Samaritano – Botafogo (40ª).

 

 

INS_noticia-intena_profile-writer.jpg
Americas Serviços Médicos

O mais moderno Grupo Médico-hospitalar do país