Radioterapia

Radioterapia: o que faz a diferença?

Avançados recursos tecnológicos? Equipes especializadas? Sólida experiência?

Na rede ACOI todos esses elementos se combinam para proporcionar o melhor tratamento aos pacientes oncológicos.

Desde que iniciou suas atividades em 2009, quando inaugurou o que na época era considerado um dos equipamentos radioterápicos mais sofisticados da América Latina, o serviço de Radioterapia do Americas Centro de Oncologia Integrado (ACOI) tem se mantido em sintonia com os importantes avanços técnicos e tecnológicos. São recursos que se traduzem em um alto nível de precisão e maior eficácia e segurança no tratamento dos mais diversos tipos de tumores.

Tão importante quanto tecnologias de ponta são a qualificação e constante atualização dos profissionais que atuam no serviço de Radioterapia das unidades ACOI, os ambientes especialmente planejados para a atividade e o atendimento humanizado.

Técnicas modernas, seguras e eficazes

O tratamento é sempre individualizado, planejado pela equipe médica de acordo com o tipo, estágio e local do tumor e o quadro clínico de cada paciente.

Entre os métodos disponibilizados,um dos destaques é a Radioterapia Ablativa ou Radioterapia Estereotáxica, que permite a utilização de doses mais altas e precisas no alvo do tratamento e o hipofracionamento, com redução do número de sessões em relação à radioterapia convencional. No ACOI, um tumor de próstata, por exemplo, pode ser tratado em apenas cinco sessões.

Esse tipo de abordagem é possível graças a avançados recursos tecnológicos, como o sistema IGRT (Radioterapia Guiada por Imagem), que possibilita a visualização do local do tumor em tempo real, contribuindo para maior precisão na emissão da radiação, evitando atingir as áreas sadias adjacentes. No ACOI são utilizados o Ultrassom Clarity e o sistema Calypso.

Outra aliada do tratamento ablativo é a Radioterapia por Arco Volumétrico (VMAT), que permite a aplicação da radiação em todo o volume-alvo simultaneamente, com grande eficácia na conformação da dose, precisamente calculada e direcionada para a área tratada, protegendo ostecidos sadios do entorno. São sessões bem mais curtas, que duram poucos minutos. O ACOI acumula uma das maiores experiências nacionais nessa área, com mais de 6 mil casos de tratamento radioterápico por arco volumétrico.

Tumores de mama e ginecológicos

No tratamento do câncer de mama, uma das técnicas diferenciadas adotadas é a radioterapia com inspiração forçada, amplamente utilizada noACOI. Com a inspiração da paciente no momento da aplicação, é possível reduzir significativamente a dose de radiação incidente no coração.

No cuidado das pacientes oncológicas, vale citar ainda a Braquiterapia Ginecológica, radioterapia interna com aplicação da fonte de radiação diretamente no alvo do tratamento, permitindo o uso de doses mais altas, que podem reduzir o tempo de tratamento.No ACOI, que foi dos pioneiros no emprego dessa modalidade, a Braquiterapia Ginecológica é tridimensional, o que assegura melhor visualização de todo o procedimento e contribui para reduzir a toxicidade em órgãos próximos.

Gerando conhecimento

Além das atividades assistenciais e fiel ao seu compromisso de trazer inovações que agreguem valor ao cuidado dos pacientes, o serviço de Radioterapia ACOI também fomenta e participa de projetos de pesquisa do InstitutoCOI, braço de pesquisa do UnitedHealth Group Brasil

INS_noticia-intena_profile-writer.jpg
Americas Serviços Médicos

O mais moderno Grupo Médico-hospitalar do país