Cardiologia Americas

Sistemas de Excelência, os motores que impulsionam a nossa qualidade

Em continuação à série, apresentamos o perfil da liderança que está à frente das linhas de cuidados cardiovasculares, o Cardiologia Americas.

Cardiologia Americas

Superação faz parte da trajetória do Dr. Valter Furlan, líder do Sistema de Excelência em cuidados cardiovasculares – que envolve as especialidades de cardiologia, angiologia e cirurgia vascular –, posto que assumiu em 2019 com a missão de promover a excelência em uma área que abrange uma vasta gama de doenças, exatamente as maiores responsáveis por óbitos no Brasil e no mundo. Vindo de uma família com poucos recursos, que se desdobrou para que ele pudesse cursar a faculdade, tornou-se um cirurgião vascular de renome, eleito por publicações especializadas como um dos médicos mais admirados nessa área e um dos 100 gestores de saúde mais influentes do Brasil.

“Para fazer o curso de Medicina, tive ajuda de meu pai, que era operário, e de meus irmãos. Tornei-me o primeiro médico da família, um grande orgulho para todos”, recorda o Dr. Furlan.

Durante a residência em cirurgia geral e vascular periférica, o atraíram os casos críticos, o que o levou a buscar uma especialização como intensivista. Em 1996, uniu essas competências com a adrenalina das urgências ao tornar-se médico do Amil Resgate, responsável pela estabilidade de pacientes graves durante o transporte aéreo ou terrestre. 

Em 2001, o Dr. Furlan aceitou um novo desafio, desta vez como gestor. Assumiu o Amil Total Care, encarregado de estruturar um centro de cuidados de doenças crônicas, principalmente as cardiovasculares, visando melhorar a qualidade de vida dos pacientes e reduzir os eventos adversos e as internações.

“Precisava de uma base teórica para atuar nessa nova frente. Então, cursei MBA em Administração e, em seguida, uma pós-graduação em Gestão em Saúde”, conta.

A transição foi bem-sucedida e rendeu iniciativas pioneiras. “Me envolvi muito com qualidade e segurança e queria saber se meu trabalho agregava valor. Assim, fui buscar parâmetros internacionais. Fomos o primeiro ambulatório da América Latina a conquistar a acreditação Joint Commission International”, recorda.

No Samaritano Paulista, onde atua como diretor técnico e executivo desde 2019, também procurou referenciais globais ao vincular o hospital a entidades como o American College of Cardiology (ACC) e a Society of Thoracic Surgeons. “Passamos a ter acesso aos melhores referenciais como comparativo dos nossos resultados e identificação de oportunidades de melhoria, o que já acontecia no Hospital TotalCor desde 2011”, diz o Dr. Furlan.

Ele também impulsionou as atividades de pesquisa no hospital, colaborando com vários estudos publicados em revistas internacionais. Além disso, é coautor de vários capítulos de livros sobre cirurgia vascular e trombose venosa profunda, entre outros temas.

Para quem começou com uma rotina agitada atendendo urgências, a vida como gestor poderia parecer menos atrativa. Não é o caso do Dr. Furlan. “Como gestor, posso ajudar muito mais pessoas, criando soluções que melhoram e ampliam o acesso ao sistema de saúde”, afirma.

imagem

Dr. Valter Furlan, diretor do Cardiologia Americas

Excelência em foco

À frente do Cardiologia Americas, ele tem investido na implantação de protocolos, criação de núcleos especializados em determinadas doenças e modelos de atuação multidisciplinar integrada, abrangendo desde prevenção até tratamento e reabilitação, mantendo cuidados contínuos após a recuperação.

“Temos que levar informação, com campanhas e educação do paciente visando à prevenção. E, para aqueles que já têm alguma doença, é preciso oferecer estrutura para evitar eventos graves, mantendo cuidados contínuos em ambulatórios, consultórios ou no Hospital Day, um novo modelo que implantamos no Samaritano Paulista para pacientes que precisam de atenção e monitoramento, mas sem necessidade de hospitalização. Ele passa por avaliação, recebe os cuidados necessários e volta para casa”, diz o Dr. Furlan.

Outra iniciativa implantada com sucesso são os programas para atendimentos específicos, como o programa de dor torácica, que se tornou referência, com resultados muito bons, pareados com os índices do American College of Cardiology (ACC), o que proporcionou ao Hospital Samaritano Paulista ser o primeiro Chest Pain Center da América Latina, reconhecimento dado pelo ACC. O programa estabeleceu procedimentos e tempo de atendimento do paciente que chega com dor no peito, já que a agilidade no diagnóstico e no tratamento é fundamental para o desfecho.

Vale citar, ainda, o programa de insuficiência cardíaca, que conta com centro de excelência no Samaritano Paulista e no Samaritano Higienópolis, com médicos altamente especializados. Além do tratamento, um foco de atenção é o acompanhamento após a alta hospitalar, sem o qual cerca de 50% dos pacientes precisarão de reinternação em até 30 dias após a alta hospitalar. “No momento da alta, já agendamos uma consulta de retorno em sete dias. Depois, são realizadas ligações de monitoramento em 30, 90, 180 e 365 dias”, explica o Dr. Furlan.

“Além disso, contamos no Samaritano Paulista come um centro de reabilitação cardiopulmonar e vascular, capaz de auxiliar a recuperação funcional desses pacientes. No Samaritano Higienópolis, temos um programa de transplante de coração, que mostra o quanto estamos preparados pra cuidar desses pacientes até em sua fase mais crítica”, acrescenta.

Outras doenças cardiovasculares de maior complexidade também têm equipes de médicos especializados. No Samaritano Paulista, por exemplo, foi criado o primeiro centro do Brasil focado em doenças da aorta.

Os centros de excelência em cardiologia estão implantados nos hospitais Samaritano Paulista e Samaritano Higienópolis, em São Paulo; Pró-Cardíaco, Samaritano Botafogo, Samaritano Barra e Vitória Barra, no Rio de Janeiro; Alvorada Brasília, no Distrito Federal; Monte Klinikum, em Fortaleza; Santa Joana, em Recife; e Promater, em Natal.

Esses serviços são monitorados por meio de uma série de indicadores clínicos de qualidade assistencial, além do acompanhamento do índice de experiência do paciente (NPS). “Já padronizamos indicadores de desfecho, qualidade e experiência do paciente no Samaritano Paulista, Pró-Cardíaco, Samaritano Barra e Vitória Barra e, gradativamente, vamos expandir para toda a Rede Americas”, informa o Dr. Furlan.

Os muitos avanços só o estimulam a buscar outros. Um dos planos para o médio prazo é a implantação de um sistema de busca ativa de pacientes com doenças cardiovasculares de alta complexidade com base nos laudos de exames, direcionando-os para os ambulatórios de subespecialidades. “Melhorias envolvem um ciclo que se renova. É um processo em que sempre haverá oportunidade de aperfeiçoamento”, resume o Dr. Furlan. Levar a cardiologia do Americas a patamares cada vez mais elevados traz sempre novos desafios. Mas, como mostra sua trajetória desde os tempos da faculdade e ao longo de sua carreira como médico e gestor, o Dr. Furlan é um mestre na arte da superação.

INS_noticia-intena_profile-writer.jpg
Americas Serviços Médicos

O mais moderno Grupo Médico-hospitalar do país

Acontece Americas

Conteúdos relacionados