Serviços Ambulatoriais

Valor em medicina desde a ponta

Serviços ambulatoriais associados às nossas linhas de excelência em cuidados é o modelo que a Rede Americas adota para tornar seu sistema de saúde melhor e mais sustentável.

Na Rede Americas, a medicina baseada em valor começa nos ambulatórios, uma das principais portas de entrada dos pacientes. O objetivo é proporcionar, desde a etapa de assistência ambulatorial, um atendimento custo-efetivo, padronizado de acordo com protocolos cientificamente validados e orientado a oferecer a melhor experiência aos usuários. Esse é o modelo estratégico que está sendo adotado pelo Americas para a área denominada internamente de Outpatient.

 “Além dos ambulatórios, estamos buscando a efetivação do conceito de medicina baseada em valor em outras áreas do nosso sistema de Saúde, isto é, nos serviços diagnósticos e unidades de Day Clinic, onde são realizadas intervenções cirúrgicas com alta no mesmo dia”, afirma o Dr. Conrado Furtado de Albuquerque Cavalcanti, diretor de Medicina Diagnóstica e Outpatient Americas.

Em linhas gerais, o plano é conectar todas as portas de acesso do sistema de saúde Americas aos Sistemas de Excelência em Cuidados (SoEs) das várias especialidades em um único espaço onde os pacientes contarão com consultas médicas, exames diagnósticos e, quando necessário, poderão fazer procedimentos em regime de Day Clinic.

Essa integração cria um fluxo claro e otimizado. “Os pacientes serão direcionados para as unidades hospitalares apenas quando necessário”, explica o Dr. Conrado. Ou seja, a estratégia visa estabelecer uma rede de assistência em que os pacientes naveguem pelos serviços de acordo com a complexidade de cada caso. “Porque permitir que um paciente chegue até a uma cirurgia complexa quando, muitas vezes, isso pode ser evitado em etapas anteriores do cuidado?”, questiona o Dr. Conrado. Para o paciente, o benefício é claro: ele pode resolver suas demandas assistenciais em um único local. Para as operadoras, o benefício é uma medicina sustentável e mais custo-efetiva, resultando em eficiência operacional e qualidade assistencial.

Fortalecimento da rede ambulatorial

Além das atuais unidades ambulatoriais que existem nos hospitais da Rede Americas, presente em cinco estados e no Distrito Federal, mais três estão em construção em Taguatinga (DF), no centro de Campinas (SP) e no bairro de Ipanema, Rio de Janeiro (RJ). “Com base em um plano de melhoria continua, a meta é desenvolver esse setor a partir desse novo conceito de atendimento ambulatorial baseado em critérios científicos, protocolos e indicadores monitorados e adequados protocolos dos serviços de excelência em cuidados de forma transversal a todas as unidades assistenciais. Esse é o caminho para ofertarmos o melhor cuidado da saúde, abrindo espaço também para trabalharmos com programas de rastreamento e diagnóstico precoce”, detalha o Dr. Conrado.

O trabalho está em andamento, com padronizações e estabelecimento de protocolos ambulatoriais. Mas a filosofia de atendimento está pronta: “uma porta de acesso ao nosso sistema é uma porta para uma rede de cuidados centrada no paciente, com os conceitos de qualidade plena e custo-efetividade, imprimindo mais racionalidade no uso de recursos”, afirma o Dr. Conrado. Para as operadoras, essa também é a garantia de um paciente mais bem cuidado, com um menor custo total da saúde.

INS_noticia-intena_profile-writer.jpg
Americas Serviços Médicos

O mais moderno Grupo Médico-hospitalar do país