Evento Summit 2021

2° Summit Internacional Americas: por um Sistema Integrado de Saúde e foco no Ciclo de Cuidado

O 2° Summit Internacional Americas, um dos maiores eventos de saúde do Brasil, aconteceu nos dias 5 e 6 de novembro de forma totalmente online e gratuita. O tema dessa edição foi o “Sistema Integrado de Saúde e o Ciclo de Cuidado”, debatido por grandes nomes da saúde em duas palestras magnas e cinco salas simultâneas focadas nas áreas de Oncologia, Cardiologia, Ortopedia, Neurologia, Transplantes e Gestão e Inovação em saúde.

A escolha do tema deste ano reforça a importância de tratar a saúde sob a perspectiva do cuidado e considerando três grandes pilares: qualidade assistencial, eficiência operacional e inovação. “Precisamos olhar para um sistema que consiga entregar cuidado. Eu sempre fico do lado do doente, e não da doença, mas isso não significa que o tratamento tem uma relevância menor, ele é extremamente importante. Quando se procura um hospital, busca-se um centro que seja capaz de tratar um infarto ou fazer uma cirurgia com muita competência e eficiência. Isso não mudará. Mas o hospital necessita se comprometer com o cuidado, e não só com o tratamento. É com essa lógica que organizamos o Summit”, explica Charles Al Odeh, CMO do UnitedHealth Group Brasil e presidente do comitê curador do evento.

Voltado para médicos, profissionais da saúde, fontes pagadoras, gestores comerciais, sociedades médicas, entidades setoriais, gestores de saúde e gestores de recursos humanos, o evento contou com conteúdo técnico direcionado ao público médico, salas para executivos e gestores da saúde, incluindo ainda o universo assistencial e o enfoque à humanização.

O 2º Summit Internacional Americas teve como mestre de cerimônias a jornalista Adriana Bittar e a abertura ficou por conta de Marco Costa, CEO do Americas, que recebeu Richard Migliori, vice-presidente executivo de Assuntos Médicos e CMO global do UnitedHealth Group, para conduzir a palestra magna de abertura abordando o próprio tema do evento: “Sistema Integrado de Saúde e o Ciclo de Cuidado”.

 

Programação

Criado pelo Americas, uma das mais modernas redes médico-hospitalares do país, o 2° Summit Internacional Americas contou com uma programação dinâmica e interativa, com cinco salas simultâneas nas áreas de Oncologia, Cardiologia, Ortopedia, Neurologia, Transplantes, Gestão e Inovação em Saúde.

 

Cardiologia

Com curadoria de Valter Furlan, Pedro Barros e André Volschan, as discussões sobre a linha de cuidado em cardiologia incluíram temas ligados à inovação e como agregar valor em saúde - passando pela integração da pesquisa clínica na rotina assistencial, pelo tratamento da doença cardíaca estrutural em um Sistema de Excelência, pela insuficiência cardíaca e outros.

Nas sessões de palestras e debates, estiveram presentes nomes como Renato Lopes, professor de Medicina da Divisão de Cardiologia da Duke University; Fausto J. Pinto, presidente da World Heart Federation; Marco Costa, CEO do Americas; Dr. André Volschan, Dr. Claudio Tinoco e Dr. Pedro Barros, do Cardiologia Americas; Fabio Sândoli; Henrique Ribeiro; Eduardo Infante; Alexandre Siciliano; Tarso Accorsi; Omar Vejía; Luiz Antonio Carvalho; Dr. Expedito Eustáquio Ribeiro; Evandro Tinoco; Marcelo Montera; João David; Gustavo Duque; Pedro Paulo Nogueres e Múcio Tavares.

 

Inovação e Gestão em Saúde

Nas salas de Inovação e Gestão em Saúde, os debates giraram em torno de temas como a fragmentação do cuidado, a insatisfação do cliente, o custo elevado e a formação profissional. “O sistema de saúde de qualquer parte do mundo se encontra sob intensa pressão em função de uma série de eventos. Com isso, inovação e gestão vêm avançando como áreas do conhecimento fundamentais, pois muitas soluções passam por elas”, reforça Paulo Cesar P. Souza, diretor de Ensino e Pesquisa do UnitedHealth Group e coordenador da sala, ao lado de Conrado Cavalcanti, diretor de Medicina Diagnóstica do grupo.

Entre os demais tópicos discutidos nas salas de inovação, estiveram o uso de tecnologias e serviços para provisão da saúde digital, a experiência do UnitedHealth Group Brasil com a telemedicina, e telessaúde e a telerreabilitação nos tempos da COVID-19. Nas salas de gestão em saúde, os debates ficaram por conta de temas como eficiência e qualidade,  o autocuidado em saúde, a dimensão econômica da compaixão, como os hospitais vão se engajar em um novo modelo assistencial, quais são as tendências inevitáveis da saúde suplementar, como formar uma nova força de trabalho e o equilíbrio na saúde suplementar em um mundo pós-COVID-19.

Estiveram presentes, além dos coordenadores das mesas e moderadores, Romeu Domingues, Tiago Frigini, Linamara Battistella, Marco Antonio Bego, Felipe Veiga, Chao Wen, Guilherme Hummel, José Eduardo Castro, Marco Costa, Charles Al Odeh, Clemente Nobrega, Renato Casarotti e Antônio Britto.

 

Neurologia

As salas de neurologia, com curadoria de Gustavo Kuster e João José Carvalho, trataram da eficiência operacional, da geração de qualidade a um custo adequado com foco na experiência do paciente, além de outros desafios da área. Foram discutidos ainda temas como os desafios diagnósticos e tratamentos avançados para a doença de Parkinson, a cefaleia, a epidemia de opioides e os desafios e estratégias atuais para tratamento agudo do AVC - com destaque para o sistema integrado de tratamento de AVC do Americas, o maior do Brasil.

Participaram das sessões ainda Mariana Spitz, Rubens Gisbert Cury, Marcelo Calderaro, Leon Garcia, Marcio Nattan, João José Carvalho, Sheila Martins, Daniel Bezerra e Evelyn Pacheco.

 

Oncologia

Nas salas de Oncologia, o destaque foi para as novas tecnologias em cirurgia e para a apresentação de casos clínicos - tudo com o objetivo de trocar experiências sobre o processo de decisão terapêutica e a atuação da equipe multidisciplinar no tratamento dos diferentes tipos de câncer.

Com curadoria de Fernando Meton, diretor do Sistema de Excelência Oncologia Americas, e Gisele Marinho, gerente médica do Oncologia Americas no Rio de Janeiro, as sessões foram divididas em quatro subtemas: tumores geniturinários, câncer de mama, oncologia gastrointestinal e onco-hematologia.

Participaram também Tiago Pádua, Claudio Murta, Gisele Marinho, Silvana do Vale, Igor Migowski, Lucas Mendez, Humberto Cottas, Marcio Reisner, Pedro Masson, Raphael Rocha, Natalia Sabaneeff, Felipe de Galiza, André Azevedo, Fátima Gaui, Maria Angélica Lima, Letícia Morais Sermoud, Monica Travassos, Maurício Magalhães Costa, Lílian Lerner, Cristina Milene Barbosa, Bruna Müller, Rosana Andrade, Marcio Reisner, James Crespo, Carlos Chiattone, Nelson Hamerschlak, Angelo Maiolino, Adriana Seber, Guilherme Perini, Ricardo Bigni, Angelo Maiolino, Rodrigo Portugal, Fernando Monteiro, Antonio Julio Guimarães, Suzana Gonzaga, Paulo Quaresma, Márcio Hori, Luciana Souza, Caroline Rebello, Rodrigo Otávio de Castro Araujo, Armando Porto, Gustavo Guitmann, Kelly Borges, Armando Porto, Lucia Chagas, Djalma Coelho, Ana Paula Victorino e Daniela Pezzutti.

 

Ortopedia

As cinco sessões das salas de Ortopedia debateram os principais focos de atuação da linha de cuidado: o tratamento da osteoartrose de quadril, osteoartrose de joelho e dor lombar baixa, do diagnóstico à plena recuperação do paciente. A curadoria ficou por conta de Osvaldo Pires, diretor do Sistema de Excelência Ortopedia Americas, e Bruno Jannarelli.

Entre os tópicos comentados estão a fratura no idoso, a integração da ortopedia aos novos modelos de negócio, a medicina baseada em valor, a remuneração pelo melhor desfecho para o paciente e inovação e cirurgia robótica nas artroplastias totais de quadril e joelho.

Contribuíram com as discussões Bruno Jannarelli, João Matheus, Roberto Feres, Guilherme Boni, Lucas Leite, José Octavio Hungria, Fernando M. Pedro, Osvaldo Pires, Mark Deek, Mário Lenza, Ana Cristina Sogayar, Mario Ferreti, Yogesh Mittal, Gustavo Sanchez e Jorge Penedo.

 

Transplantes

Na área de transplantes, o conteúdo foi direcionado não só aos especialistas, mas também aos profissionais que não trabalham diretamente na área, como nefrologistas, endocrinologistas e cardiologistas. A curadoria foi de Maria Fernanda Carvalho, diretora dos Sistemas de Excelência Nefrologia e Transplante Americas e moderadora das sessões junto com Paulo Koch.

O cuidado integrado na doença renal crônica foi tema da primeira sessão, reforçando a importância do diagnóstico em estágio precoce e do tratamento da doença por uma equipe multidisciplinar, com o cuidado centrado no paciente. Os especialistas debateram ainda o cenário do transplante renal no Brasil e no mundo e o transplante em pacientes hipersensibilizados, que desenvolveram anticorpos contra os doadores.

Estiveram presentes nas mesas Roberto Pecoits Filho, Valter Garcia, Roberto C. Manfro, M. Cristina R. Castro, José Suassuna e João Marcelo Andrade.

 

Gerando valor para a cadeia de saúde do Brasil

A sessão magna do 2° Summit Internacional Americas, parte do projeto “Humanidades na Saúde”, foi capitaneada por Eduardo Giannetti, economista, cientista social e vencedor do prêmio Jabuti por Vícios Privados, Benefícios Públicos (1993) e As Partes & o Todo (1995). Participaram ainda como debatedores Margareth Dalcolmo, pneumologista e pesquisadora médica da Escola Nacional de Saúde Pública – FIOCRUZ, e Paulo Cesar P. Souza, diretor de Ensino e Pesquisa do UnitedHealth Group Brasil.

Para Paulo Ishibashi, diretor executivo de Growth do Americas, o tema da edição - sistema integrado de saúde e do ciclo de cuidado - reforça o propósito da rede. “Estamos convictos do posicionamento estratégico de geração de valor para a cadeia de saúde no Brasil. Esse valor é traduzido pelo conceito clássico da qualidade sobre o custo, mas trabalhando com a qualidade plena, que soma os resultados médicos e a experiência do paciente”, ressalta.

Ainda com o objetivo de gerar valor à cadeia de saúde, a Rede Americas lançou o Instituto Americas, baseado no tripé Ensino, Pesquisa e Inovação. O Instituto abarca todas as iniciativas da rede, mostrando que melhorar a qualidade de vida é também uma questão de informação em saúde e de pesquisa científica.

A segunda edição do Summit Internacional Americas aconteceu ao longo de dois dias, o que representou o dobro de tamanho em relação ao ano anterior. A plataforma, superior em estrutura e tecnologia, proporcionou uma experiência ainda melhor aos participantes e a programação foi altamente elogiada pelos participantes.

Para o próximo ano, espera-se um evento ainda mais robusto. Não perca! O 3º Summit Americas acontece nos dias 04 e 05 de novembro de 2022. Aguardamos você!

Americas Serviços Médicos

2° Summit Internacional Americas: por um Sistema Integrado de Saúde e foco no Ciclo de Cui