Imagem ilustrativa brincando com o significado de cada letra da sigla SAMU.

AVC: Prevenção e socorro precoce salvam vidas

17/07/2017 - 2 minutos de leitura

Com redução dos fatores de risco, a maioria dos casos poderia ser evitada. Além disso, uma intervenção adequada em até três horas após o episódio aumenta em 38% as chances de cura.
 
Considerado a doença mais incapacitante do Brasil, o Acidente Vascular Cerebral (AVC) mata uma pessoa a cada 5 minutos no país, somando cerca de 100 mil óbitos por ano, segundo a Academia Brasileira de Neurologia. A boa notícia é que é possível prevení-lo e, mesmo que aconteça, dá para minimizar seu impacto, desde que seja reconhecido e tratado rapidamente.
 
O AVC ocorre quando há um entupimento dos vasos sanguíneos que irrigam o cérebro, configurando os chamados quadros isquêmicos. Ou então, quando o vaso se rompe, provocando uma hemorragia, o que caracteriza o AVC hemorrágico. Em ambos os casos, a circulação de sangue em certas áreas fica comprometida, o que prejudica a oxigenação das células. De acordo com um levantamento da Universidade da Califórnia, nos Estados Unidos, publicada no jornal científico Stroke, 1.9 milhões de neurônios acabam morrendo por minuto, sem uma intervenção adequada.
 
Dependendo da região afetada, a pessoa pode enfrentar consequências graves, como alterações emocionais, de memória, de raciocínio, prejuízo dos movimentos, da fala e, na pior das hipóteses, a morte. Ou seja, correr contra o relógio pode não só salvar uma vida como evitar sequelas sérias. E economia de tempo começa com prevenção, que significa o controle da hipertensão e do diabetes, a perda de peso, o abandono do tabagismo, o fim do sedentarismo e do alcoolismo, e a adoção de hábitos alimentares saudáveis, com redução de produtos gordurosos e industrializados e aumento de frutas, verduras, legumes, cereais e carnes magras.
 
Vale avisar que o componente genético e a idade avançada também tem papel preponderante na ocorrência do AVC. Por isso, se apesar do cuidado um episódio acontecer, é preciso saber identificar os sintomas e correr com a vítima para o pronto-socorro, o quanto antes.

Fraqueza súbita; dormência no rosto, no braço ou na perna, geralmente em um lado do corpo; confusão mental, dificuldade de falar, enxergar, andar, equilibrar-se ou compreender; tonturas; dor de cabeça severa, sem causa conhecida, desmaio e perda de consciência sempre merecem uma avaliação imediata.

Logo do Americas Serviços Médicos.
Autor Americas Serviços Médicos

O mais moderno Grupo Médico-Hospitalar do país.