Baby_Boom

Baby boom na pandemia: que cuidados as gestantes precisam ter?

Proteger-se do vírus, fazer o acompanhamento pré-natal e escolher atentamente a maternidade são precauções importantes para as futuras mamães.

Segundo alguns pesquisadores, a pandemia de COVID-19 pode gerar um aumento da taxa de natalidade em determinados países, principalmente os de menor renda. Conhecido como “baby boom”, o fenômeno está associado a fatores como a maior dificuldade de acesso a serviços e métodos contraceptivos e o maior tempo de contato entre casais em razão do isolamento social. Independentemente do momento em que ocorre, a gravidez é sempre especial na vida das mulheres. Mas em período de pandemia os cuidados têm de ser redobrados para evitar o contágio da futura mamãe pelo novo vírus em circulação.

“Grávidas e puérperas, que deram à luz recentemente, integram o grupo de risco por serem mais suscetíveis às complicações do vírus.“Já nos pouquíssimos casos de bebês que nasceram infectados por transmissão na gestação, não há na literatura registro de complicações”, informa o Dr. Antonio Paulo Stockler, coordenador da Emergência Ginecológica e Obstétrica do Hospital e Maternidade Santa Lúcia (leia “Saiba mais sobre o Santa Lúcia”).”, completa ele.

Evitar o contágio é muito importante para as grávidas, mas nada muda em relação ao acompanhamento pré-natal. A rotina de exames e consultas com o obstetra deve ser mantida normalmente. E, nos casos em que a gestante contrair a COVID-19, o médico dará as orientações necessárias.

Cuide-se

Se você está grávida, confira as dicas do nosso especialista para cuidar bem de você e do bebê neste período de pandemia.

  • Mantenha o isolamento social ao máximo. Se possível, saia apenas para consultas do pré-natal ou exames pedidos pelo médico.
  • Ao sair, use corretamente a máscara e higienize as mãos com álcool gel constantemente.
  • Faça o acompanhamento pré-natal e siga as recomendações do seu obstetra.
  • Prefira realizar as consultas e exames em serviços de saúde que adotam medidas de segurança contra o coronavírus, com fluxos separados, uso de equipamentos de proteção individual e higienização constante do ambiente e dos equipamentos.
  • Ao escolher a maternidade, é importante considerar sua reputação e confiabilidade. Também aqui, lembre-se de checar as medidas de segurança adotadas na instituição.
  •  O parto deve ser realizado em sala cirúrgica separa daquelas onde são feitas cirurgias de pacientes infectadas pelo coronavírus.

Saiba mais sobre o Santa Lúcia

O Hospital e Maternidade Santa Lúcia é referência no atendimento de gestantes de alta complexidade. Dispõe de uma completa estrutura, com obstetra, pediatra e anestesista disponíveis 24 horas, UTIs neonatal e adulto equipadas com modernas tecnologias, equipe multiprofissional altamente capacitada e pronto-socorro exclusivo para gestantes.

Durante a pandemia, o Santa Lúcia adotou procedimentos especiais para a ala de maternidade, e as gestantes são avaliadas antes da admissão para suspeita de infecção pelo novo coronavírus. Em caso positivo, a futura mamãe é alocada em uma ala isolada do hospital, e o parto ocorre em sala preparada, com pressão negativa, o que impede que o ar contaminado se espalhe.

Hospital e Maternidade Santa Lúcia

Rua Capitão Salomão, 27 – Botafogo – RJ

Tel.:(21) 2126-4000

INS_noticia-intena_profile-writer.jpg
Americas Serviços Médicos

O mais moderno Grupo Médico-hospitalar do país