Cuidado materno e neonatal seguro

Cuidado materno e neonatal seguro

Esse foi tema do Dia Mundial de Segurança do Paciente, que destacou a importância de cuidados que evitem ocorrência de eventos adversos na assistência às gestantes e aos recém-nascidos.

Celebrado em 17 de setembro, o Dia Mundial de Segurança do Paciente deste ano colocou em foco a importância de práticas assistenciais que garantam a segurança e a qualidade do cuidado das parturientes e dos recém-nascidos. A escolha do tema levou em conta um cenário dramático: segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), 830 mulheres morrem a cada dia em decorrência de complicações no parto, como hemorragias, infecções e eclampsia (doença caracterizada por convulsões, muitas vezes associada à hipertensão). Entre os recém-nascidos, são mais de 2 milhões de mortes por ano. E esse quadro foi agravado pela pandemia da COVID-19. De acordo com a OMS, aproximadamente 90% dessas mortes poderiam ter sido evitadas com assistência adequada e tratamentos corretos.

Com o slogan “Aja agora para um parto seguro e respeitoso!”, a data procurou enfatizar a necessidade de iniciativas e políticas públicas em prol da segurança das parturientes e dos recém-nascidos nos sistemas de saúde, além de conscientizar sobre a importância de uma avaliação criteriosa na hora de escolher a maternidade onde realizar o parto, buscando aquelas que tenham programas estabelecidos de qualidade e segurança e estrutura para emergências, como UTI Adulto e UTI Neonatal.

No Americas Serviços Médicos, o Dia Mundial de Segurança do Paciente, foi marcado pela campanha “Cuidados para preservar a vida desde o seu início”. A iniciativa incluiu conteúdos em redes sociais, cartazes e outros materiais de comunicação destacando que qualidade e segurança do paciente são alicerces dos cuidados oferecidos às mães e aos bebês nas maternidades da rede Americas, abrangendo práticas e protocolos baseados em evidências científicas, equipes qualificadas e infraestrutura completa. Isso sem esquecer outro elemento essencial cultivado em suas unidades: a humanização, presente em iniciativas como as salas especiais para parto natural, com banheira, bola suíça e outros recursos para alívio da dor; o contato pele a pele de mãe e bebê logo no nascimento; e o apoio de profissionais para orientar a amamentação, entre várias outras.

Como observaram os especialistas participantes de um seminário promovido no dia 17 de setembro pelo UnitedHeath Group (UHG), grupo ao qual o Americas pertence, “um nascimento seguro precisa ocorrer em um sistema de saúde organizado, com uma assistência pré-natal de qualidade, cuidado realizado em local com infraestrutura e materiais apropriados, presença de profissionais adequadamente capacitados e, fundamentalmente, com a participação de equipe multidisciplinar em todas as etapas desse processo.”

Nas unidades do Americas, atenção especial também é dedicada a promover e respeitar os direitos das gestantes e seus bebês, entre eles:

  • Informar a gestante, com sensibilidade e clareza, sobre seu estado e o estado do bebê, bem como sobre os procedimentos a serem realizados, explicar as alternativas e os benefícios e riscos de cada uma para ela e para o bebê.
  • Ter um acompanhante durante todo o pré-natal, trabalho de parto, parto e pós-parto imediato.
  • Ter o parto realizado em ambiente com infraestrutura e materiais adequados por profissionais capacitados, incluindo habilitados para reanimação neonatal e pediatra que examinará o bebê após o nascimento.
  • No pré-natal, parto e pós-parto, as mulheres devem ser tratadas com respeito e de acordo com os direitos à vida, saúde, privacidade, integridade física e não discriminação.
  • As pacientes devem ter respeitadas suas opiniões, suas escolhas, seus valores e crenças pessoais.

Maternidades da rede Americas

Confira os hospitais da nossa rede que também são maternidade. São endereços onde mamães e bebês encontram cuidados de excelência, com toda a segurança:

Hospital e Maternidade Santa Lúcia (Rio de Janeiro/RJ)

Hospital e Maternidade Metropolitano (São Paulo/SP)

Hospital e Maternidade de Clínicas Caieiras (São Paulo/SP)

Hospital Vitória Anália Franco (São Paulo/SP)

Hospital Samaritano Higienópolis (São Paulo/SP)

Hospital e Maternidade Madre Theodora (Campinas/SP)

Hospital Santa Joana (Recife/PE)

Hospital Promater (Natal/RN)

INS_noticia-intena_profile-writer.jpg
Americas Serviços Médicos

O mais moderno Grupo Médico-hospitalar do país