Imagem com duas pessoas, médica e a outra é um paciente com o pé engessado sentado em uma cama de hospital com duas muletas encostadas na cama

Ortopedia: melhores práticas, mais sustentabilidade

09/10/2019 - 2 minutos de leitura

O Americas Serviços Médicos tem um novo e mais completo Manual de Melhores Práticas em Ortopedia. Dividido em três frentes, ele serve como guia para levar os procedimentos ortopédicos da Instituição a patamares cada vez mais sustentáveis, combinando qualidade, segurança e melhores desfechos.

Uma das frentes do Manual é o documento de OPME (Órtese, Prótese e Materiais Especiais), que foi renovado. O processo incluiu a revisão da cesta de produtos, o mapeamento da rede de empresas fornecedoras e a renegociação de preços. “Foi um trabalho inspirado em três eixos norteadores: oferecer o melhor cuidado para o paciente, as melhores opções de recursos para os médicos e a sustentabilidade econômica”, sintetiza o Dr. Osvaldo Guilherme Nunes Pires, coordenador do Sistema de Excelência de Ortopedia do Americas Serviços Médicos. Os ganhos vieram na forma de aprimoramento da lista de materiais, que assegura a pacientes e médicos o que há de melhor disponível no mundo, e redução considerável dos valores dos produtos.

As outras duas frentes do novo Manual se alinham ao objetivo de expandir a oferta dos procedimentos ortopédicos.  Uma delas diz respeito às linhas de cuidado cirúrgico, do pré ao pós-operatório, com o descritivo da função de cada profissional em cada etapa. Essa novidade é fundamental para acelerar a formulação de novos pacotes a serem disponibilizados para o mercado. Neles, os valores da internação, dos materiais e insumos e dos honorários das equipes médicas já estão predefinidos. Vinte novos pacotes serão lançados em breve e a previsão é chegar aos 50.

Outra novidade do Manual é a tabela de indicadores, que organiza informações como tempo de internação, desfechos e necessidade de reinternações, considerando intervalos de tempo específicos. Esses indicadores são importantes para viabilizar a transição de um modelo de negócio baseado no fee for service, no qual é preponderante o volume para definição de custos, para uma prática médica baseada em valor. Nesse horizonte, estão surgindo os novos bundles, que oferecem ao sistema de saúde opções de tratamento com preços fechados. Com os bundles, equipes médicas, instituições hospitalares e fornecedores de OPMEs compartilham riscos de intercorrências que demandam intervenções (novas internações, novas cirurgias ou trocas de próteses, por exemplo), livrando pacientes, operadoras e fontes pagadoras de custos adicionais. A partir dessa lógica, a qualidade e segurança dos procedimentos tornam-se os sustentáculos do negócio.  

A ideia é repetir a fórmula de sucesso de soluções como o bundle desenvolvido para a prótese total de quadril. Combinando previsibilidade de custos, excelência assistencial atestada por indicadores e utilização dos melhores recursos do mercado, a oferta desse produto vem ampliando o acesso de um número maior de pacientes a esse procedimento, a custos sustentáveis. Novos bundles estão para serem lançados, como os de artrodese de coluna lombar e de prótese de joelho.

Logo do Americas Serviços Médicos.
Americas Serviços Médicos

O mais moderno Grupo Médico-Hospitalar do país.