Imagem de um médico usando uma fita métrica para medir a circunferência abdominal do paciente

Nasce em Recife um polo de referência para o tratamento da obesidade

09/10/2019 - 2 minutos de leitura

Com o lançamento no começo do ano do Centro de Obesidade e Diabetes, o Hospital Santa Joana Recife se transformou em um polo regional de referência para o tratamento da obesidade e de distúrbios metabólicos. É a primeira unidade do gênero nas Regiões Nordeste e Norte do país dedicada ao tratamento de um problema de saúde de proporções planetárias. Segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS), mais de 2 bilhões de pessoas no mundo são obesas ou apresentam sobrepeso. Estima-se que o Brasil tenha 39 milhões de obesos, 1,5 milhão deles no Estado de Pernambuco.

O Centro dispõe de médicos de diferentes especialidades e equipe multiprofissional especializada, que atuam de maneira integrada a partir de uma perspectiva multidisciplinar. "São clínicos, endocrinologistas, cardiologistas, cirurgiões bariátricos, cirurgiões plásticos, psicólogos, fisioterapeutas, nutricionistas e educadores físicos que têm como principal missão prover às pessoas com obesidade melhor qualidade de vida, por meio de orientação, prevenção e suporte a tratamentos", conta o Dr. Josemberg Campos, cirurgião bariátrico e coordenador do Centro.

O atendimento é personalizado. "Cada paciente passa por uma primeira consulta e, após avaliação conduzida por especialistas, é encaminhado para o tratamento mais adequado, respeitando necessidades e características pessoais", explica o Dr. Campos, lembrando que o tratamento da obesidade pode ser clínico, endoscópico ou cirúrgico.

O Centro tem capacidade para realizar 800 consultas e 60 cirurgias bariátricas por mês e dispõe de infraestrutura tecnológica para promover todos os exames necessários pré e pós-operatórios. Seu parque cirúrgico conta com o robô Da Vinci Si HD. A cirurgia robótica em procedimentos de redução de estômago garante maior precisão e possibilita ao médico alcançar regiões do corpo de difícil acesso por meio da cirurgia convencional. Para os pacientes, isso se traduz em maior segurança e recuperação mais rápida, por se tratar de um procedimento menos invasivo.

Pacientes obesos que necessitam de internação ficam em uma ala específica. Para os superobesos, a hotelaria do Centro disponibiliza camas especiais que suportam até 340 quilos. Todo o centro cirúrgico e os apartamentos estão sendo adaptados para garantir o melhor conforto e mobilidade dos pacientes em tratamento.

"Além de pacientes do Recife e de outras cidades de Pernambuco, o Centro recebe indivíduos de outras cidades do Norte e Nordeste, consolidando-se como um polo no tratamento de obesos e pessoas com distúrbios metabólicos, principalmente o diabetes", ressalta o Dr. Érico Higino, endocrinologista da unidade.

Além das atividades assistenciais, o Centro de Obesidade e Diabetes do Hospital Santa Joana Recife promove agenda de cursos e eventos científicos para profissionais da saúde e público em geral sobre obesidade e as diversas doenças associadas.

Logo do Americas Serviços Médicos.
Americas Serviços Médicos

O mais moderno Grupo Médico-Hospitalar do país.