Imagem ilustrativa mostrando em detalhe o sistema digestivo de um indivíduo.

Centro de Excelência em Cirurgia do Aparelho Digestivo

Centro unificado em cirurgia do aparelho digestivo: do diagnóstico ao tratamento

Apendicite, hérnia, hemorroida, pedra na vesícula? Quem precisar de tratamento para quaisquer desses problemas pode contar conosco. Uma equipe especializada em aparelho digestivo é preparada para fazer um diagnóstico preciso, evitando, muitas vezes, uma cirurgia desnecessária. E, mesmo que não dê para evitar o procedimento, nosso time é qualificado para atuar com segurança e eficiência, reduzindo complicações e o tempo de recuperação. Veja alguns diferenciais que garantem a excelência do nosso serviço:

Como atuamos em cirurgia do aparelho digestivo

A imagem mostra enfermeiros em uma sala de cirurgia.

Videolaparoscopia

Cirurgiões que adotam técnicas minimamente invasivas. Tudo em prol de menos traumas e uma melhor recuperação.

A imagem mostra uma enfermeira em frente a um monitor de eletrocardiograma.

Urgência preparada

Pronto-socorro apoiado por especialistas, favorecendo as decisões terapêuticas e evitando cirurgias desnecessárias.

A imagem mostra dois médicos e duas enfermeiras, em um corredor de hospital carregando um paciente em uma maca.

Protocolos assistenciais

Documentos que padronizam as condutas antes, durante e após as cirurgias, aumentando as chances de sucesso.

Cuidado sob medida

Algumas condições que tratamos

Apendicite

É uma inflamação no apêndice, capaz de provocar dor súbita e intensa na região abdominal, acompanhada de febre, náusea e diarreia, entre outros sintomas. O quadro representa, geralmente, uma emergência e, muitas vezes, requer cirurgia para retirada do órgão.


Hérnia abdominal

Ocorre quando há escape de uma víscera pela musculatura abdominal, provocando dor e, algumas vezes, comprometimento do órgão. Na maioria das vezes, o tratamento consiste em correção cirúrgica programada.


Pedra na vesícula

Trata-se de formações de pedras compostas por várias substâncias, podendo bloquear o fluxo da bile para o intestino. Dependendo da avaliação médica pode ser tratado com medicamentos ou evoluir para cirurgia programada ou de urgência, de acordo com o quadro.