Imagem ilustrativa de uma pessoa com as mãos juntas, segurando um coração pequeno, de brinquedo.

Centro de Excelência em Transplante

Centro unificado: do diagnóstico ao tratamento

Especializado em transplante adulto e pediátrico, nosso serviço é referência nacional em procedimentos de alto risco. Credenciada pelo Ministério da Saúde, nossa equipe é habilitada a conduzir tanto transplantes de órgãos sólidos, a exemplo de rins, fígado e coração, quanto os de células sanguíneas ou imunológicas, como as da medula óssea.

Como atuamos no Centro de Transplante

Imagem com uma médica conversando e sendo carinhosa com a paciente.

Protocolos assistenciais

Conjunto de procedimentos para padronizar a qualidade da assistência, desde o preparo até o transplante.

Imagem com dois profissionais realizando uma cirurgia.

Pioneirismo

Referência em transplantes de alto risco e a fazer transplante de medula óssea para tratar doenças não-oncológicas.

Imagem mostrando uma sala de cirurgia com quatro profissionais trabalhando.

Estrutura completa

Linha de cuidados integrais para os pacientes que precisam de transplantes, como exames e preparação para a cirurgia.

Imagem com dois médicos e uma enfermeira conversando em um mezanino de vidro.

Olhar múltiplo

Integração com as demais especialidades do grupo, assegurando um acompanhamento multiprofissional e personalizado.

A imagem mostra as mãos de duas pessoas sobre a mesa. Uma delas está escrevendo em um papel.

Atenção ao doador

Quem doa um rim recebe abordagem médica periódica, a fim de aumentar a adesão às precauções.

Imagem com um grupo de médicos estudando folhas com gráficos.

Treinamento e Pesquisa

Programas de capacitação e pesquisas para as equipes, resultam no alinhamento com as melhores práticas médicas mundiais.

Cuidado sob medida

Algumas condições que tratamos

Câncer hematológico

Patologias como os linfomas e as leucemias requerem, frequentemente, o transplante de medula óssea, a fim de substituir as células danificadas. No Centro de Excelência, é possível receber todos os tipos do tratamento, seja o realizado com células saudáveis do próprio paciente ou recebidas de um doador aparentado (doadores familiares ) incluindo os transplantes haploidênticos onde o doador e o receptor são compatíveis em 50%, e não aparentados ( doadores do registro de doadores de medula óssea REDOME). Os doadores passam por avaliação do serviço de hemoterapia para coleta das células com todo cuidado e segurança


Doenças não-oncológicas

Não-oncológicas: estamos entre os principais hospitais da rede privada que empregam o transplante de medula óssea no tratamento de enfermidades como anemia falciforme, um tipo genético da doença, e imunodeficiência, uma vulnerabilidade do sistema imunológico que predispõe a infecções.


Centro de Reabilitação Intestinal

Unidade especializada no tratamento de Falência Intestinal (FI) e prevenção de complicações associadas à doença. A Falência Intestinal é uma doença rara que inclui todos os estados clínicos em que a função gastrointestinal é inadequada para manter o estado de nutrição e hidratação apropriados, sendo necessário suporte endovenoso com nutrição parenteral. A principal causa de FI é a Síndrome do Intestino Curto (SIC) secundaria enterocolite necrotizante, que atinge de duas a quatro pessoas a cada milhão de habitantes.


Nutrição Parenteral Domiciliar

A Nutrição Parenteral (NP) refere-se a administração de nutrientes por via intravenosa nos pacientes
incapazes de manter o estado nutricional adequado por alimentos tanto por via oral, quanto por via enteral (sonda).

Para os pacientes com Falência Intestinal, a Nutrição Parenteral é um tratamento seguro e eficaz para manter o estado nutricional adequado e melhorar a qualidade de vidado paciente. Com o acompanhamento realizado pelo Centro de Reabilitação Intestinal, é possível dar continuidade da terapia nutricional parenteral em regime domiciliar.

Em caráter pioneiro no Brasil, desenvolvemos um programa de treinamento e acompanhamento dos especialistas por aplicativo, em que a criança e o adulto  podem ser tratados em casa, pelos próprios pais ou paciente no caso dos adultos, reduzindo o risco de infecções e melhorando a qualidade de vida.